Spirit Rede Social de Fãs de Animes, Mangás, Músicas e Cultura em Geral

O usuário Flame- participa do Spirit, siga esse usuário e acompanhe tudo que ele fizer no site

@Flame-

Flame-
#Journey
Nome: Douglas
Status: Admin Geral
Sexo: Masculino
Localização: Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 28 de Março
Idade: 23
Data de Registro: em 19/07/2006 20:43
Última visita: 8 horas atrás
Comentários: 
Fanfics: 
Favoritos: 
Fórum: 
Galeria: 
Jornal: 
Letras: 
Reviews: 
Styles: 
Videos: 
206
4
134
4
0
20
14
0
0
17
Flame-

@Flame- - #Journey



Sou apenas mais um, e a ideia é justamente essa. :)


Não aceito pedidos de amizades sem conhecer a pessoa. Não insista.

Esse meu humor galopante

Postado em em 20/01/2014 10:25

Considerem esse jornal um desabafo. Se não aguenta esse tipo de texto, recomendo que não prossigam com a leitura lol

Enfim, foram avisados.

Eu perdi a linha de tudo. As vezes acho que não estou conseguindo mais lidar com o que tem aparecido na minha frente. Não entenderam? Bem, vou explicar.

Sabe aquela coisa horrível que tu percebe que fez no segundo após ter feito a besteira? Ou então o fato de que num minuto você se sente bem consigo e logo depois acha que está isolado e de mal com tudo? Ou então aquela vontade de sumir do mapa e recomeçar tudo e procurar algo mais significativo pra fazer? Então, essas coisas todas, que decidi chamar de "oscilação de humor" tem me atacado em doses nada saudáveis nesses últimos tempos. É uma coisa tensa e provavelmente deve acontecer por causa de situações que presencio, do que as pessoas dizem e/ou do que o ambiente em si proporciona. É complicado, e eu não sei o que fazer.
Eu já fui alguém bem mais calmo e centrado. Muitas foram as vezes que me irritei com algo e, pra tentar lidar com isso, preferi ficar quieto e tentar deixar de lado ou então gritar sobre o assunto com alguém que estava bravo pelo mesmo motivo. Não são as melhores estratégias, mas sempre foram suficientes.
Só que ultimamente tem sido mais difícil deixar essa alternância bizarra de raiva, de frustração e de alegria saírem e aquietarem. Aliás, quando saem, tem acontecido de coisas desagradáveis ocorrerem - Já fui ofensivo com pessoas que não precisavam (e tampouco mereciam) ouvir/ler as coisas (porque não tinham NADA A VER com o assunto), a tal ponto que simplesmente não sei como consertar a besteira que EU fiz. Aliás, sinceramente não sei se tem conserto, porque não acredito 100% nisso de "passar a borracha". Marcas ficam e elas pesam lá na frente quando uma crise acontece.
Sempre fui ciente disso mas mesmo assim cometo esse tipo de erro. Na boa, isso é patético, e resolver tudo está difícil.

Outra coisa que tem sido INSUPORTÁVEL pra mim nesses últimos tempos é ter desfeito várias amizades por causa de falsidade. Pessoas que eu gostava foram mostrando que a amizade era puramente baseada em interesse (e eu, cego, não via isso porque insistia em ver o melhor da pessoa). Me machuca muito isso tudo e tem pesado bastante nas minhas costas. É claro que o importante é que amizades de verdade prevaleçam e que é muito melhor ter poucos, mas verdadeiros, amigos do que várias e várias amizades que não valem a pena. É foda e, como eu disse, pesa nas minhas costas. De boa, provavelmente esse seja mais um dos problemas que tem feito meu humor variar com tanta força nos últimos tempos - se não o que mais tem contribuído pra isso. Não duvido de nada

Aprendi lições nesses últimos tempos e ainda espero aprender muitas outras em relação à convivência. Se quiserem saber, eu tinha colocado na minha cabeça que nesse ano eu tentaria ser um amigo melhor pra aqueles que eu me importo (e as pessoas sabem quem são) e que iria selecionar melhor novas amizades. O problema é que, a julgar pelo o que aconteceu nesses primeiros dias de 2014, não tem dado certo essa ideia que plantei na minha cabeça. É frustrante e eu me sinto um LIXO por isso. Eu não consigo pedir desculpas pra quem precisa ouvir desculpas minhas e me mata o fato de saber que cada dia que passa que eu não falo nada, as coisas ficam mais emboladas. Não é desleixo meu, mas eu não consigo fazer isso e procuro fazer coisas que me façam esquecer dos problemas. É uma atitude covarde e vai contra aquilo que sempre me ensinaram pra fazer. Tá difícil MESMO.

Eu quero conseguir ficar de bem comigo e não parecer que é só uma oscilação do meu humor. Há muito tempo eu procuro isso, mas tento e tento não deixar que isso transpareça. Meu maior medo é machucar mais gente com quem me importo por conta de problemas que são meus. Como evitar isso? Ainda não sei, mas uma hora eu vou descobrir a resposta.

Então, fica pra você que leu todo esse meu mimimi do inferno e não teve náuseas: VALORIZE seus amigos. Não cometa erros que eu fiz e tente sempre ser autêntico com aqueles com que você acha que vale a pena ter como amigo. Se você fizer coisas desagradáveis que acabem machucando alguém, na mesma hora tente se desculpar e conversar. Não seja covarde como eu fui (e estou sendo), porque só piora tudo.

Enfim, obrigado por lerem. Não vou revisar o que eu escrevi porque é um desabafo. Fui escrevendo tudo que vinha na cabeça. Aliás, nem sei se vai fazer sentido pra alguém tudo isso, mas eu precisava apenas escrever. Desculpem por isso. :)


Lendo: Fórum
Bebendo: Água
Permalink Comentários (7)

[09/01/2014] Amizades e outras coisas

[31/12/2013] Ainda vivo

[18/11/2013] 4 Semanas

[11/12/2012] Voltando aos eixos


Atualizações do Usuário

Usuário: @Flame-
Partiu afogar o foreveralonismo nas denúncias.
Usuário: @Flame-
Cheguei cansado depois de quase QUINZE HORAS dentro daquela universidade, mas continuo ON FIRE.
Usuário: @Flame-
Enfim, partiu estudar.


Dados do Usuário

Nyah! Fanfiction: http://fanfiction.com.br/u/620/


Assinatura

Assinatura @Flame-
Leia as regras dos canais antes de adicionar algo no site.
Informações | FAQ | Suporte

Minhas fanfics