Spirit Rede Social de Fãs de Animes, Mangás, Músicas e Cultura em Geral

Faça sua conta no Spirit e Observe essa Fanfic, assim você será avisado sempre que tiver alguma novidade, você também poderá deixar seu Comentário estimulando o autor a continuar a Fanfic.

Fanfic After the War - Capítulo 4

Escrita por ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Isaac
Tags Drama, Guerras
Exibições 17
Palavras 806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção e Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual, sendo vedada a utilização por outros autores sem minha prévia autorização.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction de Originais - After the War - Capítulo 4 - Capítulo 4

A viagem de avião foi bem cansativa, primeiro porque eu não estava acostumada a viajar de um lado para o outro e segundo porque eu me enjoava nesse tipo de viagem, mas eu tinha que ser forte pela causa, pelos os meus pais e pelos futuros aliados a causa.

-Isaac, eu não entendi muito bem o que o governador explicou antes de sairmos

-é simples,temos que arranjar um general em cada país que formos

-e o que esse general vai fazer?

-ele vai tentar recrutar quantas pessoas ele conseguir para a causa dos infectados,ou seja, um general tem que ter uma personalidade forte e tambem habilidades de luta incriveis

-então voce é um general?

-eu não sei, mas porque voce disse isso?

-porque voce tem todos os requisitos para ser general,além disso voce é incrivel

-obrigado chou.

Assim que chegamos em Londres a belissima capital da inglaterra nos dirigimos a um restaurante porque eu estava morrendo de fome e precisamos repor nossas energias, esse restaurante era bem peculiar tinha um toque caseiro antigo o que era raro já que londres tinha mais restaurantes finos em que voce tinha que colocar a sua melhor roupa e frequenta-lo mas esse não eu sentia que podia vestir qualquer roupa e que o lugar me aceitaria como eu sou, todas as pessoas que nele se encontravam estavam felizes e interagiam com o dono e os garçons e garçonetes logo que nos sentamos o dono nos cumprimentou e deu as boas-vindas a cidade já que ele tinha notado que eramos estrangeiros, após ele quem apareceu para anotar o nosso pedido foi uma garçonete que tinha uma estatura baixa seus cabelos eram repicados combinando com sua franja cuidadosamente penteada para o lado,seu comprimento era mediano  e possuiam a cor castanho escuro, seu rosto era arredondado fazendo transparecer a sua fofura os olhos pareciam um pouco cansados e com sono mas a doçura que a cor castanha deles passava nem deixava passar essa sonolencia.

-Olá sejam bem-vindos, o que vão querer?

-eu quero uma omelete acompanhado de um café

-e que quero apenas torradas

-já vou trazer

-chou lembre-se de tomar cuidado, não estamos mais na minha casa nem na sede então tome cuidado

-não se preocupe eu vou tomar- logo depois de eu ter dito isso a garçonete volta com os nossos pedidos e coloca-os na mesa no momento que fui pegar o café para tomar um gole ela fez uma cara de espanto que não entendi no começo mas quando olhei para a minha mão vi que a manga da minha blusa estava curta e dava para ver as minhas marcas, olhei apreensiva para o isaac que logo reagiu segurando no meu pulso e no da garçonete assim nos puxando para o lado de fora do restaurante.

-voce é uma infectada!!

-fala baixo, ninguem pode saber disso

-me desculpe...voce é uma infectada!!- falou em um tom mais baixo, eu e o isaac rimos juntos e ela abriu um sorriso

-sim eu sou

-e o que voces estão fazendo aqui em londres?

-viemos procurar um general

-general?

-sim, uma pessoa que ira representar londres na guerra e que tambem ira recrutar pessoas para integrar essa causa

-que guerra?

-eu e o governador do Japão estamos criando um exercito a favor dos infectados para combater os EUA.

-eu aceito ser essa general

-mas voce é tão baixinha- nesse momento o isaac se arrependeu de ter falado isso a garçonete puxou do bolso dele uma faca e apontou para o pescoço do isaac e fez um olhar ameaçador até eu tive medo dela

-se voce me chamar de baixinha de novo não verá o proximo nascer do sol

-ta bem eu entendi pode abaixar isso

-tem certeza que quer se juntar a nós?

-eu tenho, eu sei o que os EUA fazem com os infectados

-obrigada...ahn...

-o que foi?

-eu ainda não sei seu nome

-Beatrice Lahey

-me chamo Suguhara Chou do Japão

-e eu Isaac Roden da Holanda

-vamos manter contato com voce

-ok

-contamos com voce Beatrice

-e eu não vou decepcionar.

Depois nos despedimos dela e fomos em direção a um hotel para passarmos pelo menos a noite em londres e ligar para o governador, eu ainda não sabia como o isaac pagava tudo aquilo tão rapido mas tambem não ia ficar me metendo na vida dele, assim que  chegamos no quarto liguei para o senhor governador.

-então como esta a situação ai em londres?

-conseguimos o nosso primeiro general

-otimo, tem ideia de onde vai depois ou quer sortear de novo?

-o isaac sugeriu a irlanda

-é uma boa ideia mas sabe que tem o bloqueio maritimo da espanha não é?

-sim eu sei

-tomem cuidado

-sim senhor

-vou desligar,ate depois

-ate

-vamos para a irlanda mesmo?

-sim,mas, espero que voce tenha um bom plano para passar pelo bloqueio, isaac


Outras fanfics de Doryoku_yume


Gostou da Fanfic? Compartilhe!
Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho dos outros deixando um comentário.

Para isto, Cadastre-se ou faça seu Login!


Carregando...