Spirit Rede Social de Fãs de Animes, Mangás, Músicas e Cultura em Geral

Faça sua conta no Spirit e Observe essa Fanfic, assim você será avisado sempre que tiver alguma novidade, você também poderá deixar seu Comentário estimulando o autor a continuar a Fanfic.

Fanfic Painting Uchiha e a minha vida - Capítulo 10

Escrita por ~

Exibições 417
Palavras 2.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo em que se passa, não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual, sendo vedada a utilização por outros autores sem minha prévia autorização. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Amoreeees voces são um máximo, estou tendo inspiração o bastante por causa dos comentários apesar de serem poucos :/
aqui vai mais um capítulo, boa leitura

Capítulo 10 - A conversa com o papai


A conversa com o papai
Depois daquela conversa estranha com o Uchiha eu segui para a sala de atendimento e procurei me concentrar no trabalho, o que ficou muito difícil, pois as palavras do Uchiha não paravam de ecoar na minha cabeça.
Aquilo já era demais, o que ele pensava, que poderia sair falando o que bem endendesse? Oras, aquele cretiino de meia tijela. Mas de alguma forma suas palavras me incomodaram, eu sabia que nunca tinha falado eu te amo antes, a não ser para a Ino, mas aquilo era diferente, era um amor fraternal e incondicional de amigas, mas o amor que se sente por uma pessoa do outro sexo, revelando atração enorme e a vontade de viver por aquela pessoa, isso eu nunca tinha sentindo, não intensamente como descreviam. Já tinha me apaixonado antes, mas como pensei não foi o suficiente para me arrancar um "eu te amo" verdadeiramente dito.

Já chega, estava pensando demais nas palavras proferidas por aquela boca tão convidativa.
Quando menos percebi, já estava na hora do meu almoço, só deu tempo de comprar um sanduíche e um café, eu não comi, simplesmente engoli a comida e já estava voltando ao trabalho. Estava começando a achar isso um trabalho escravo, que seja, eu amava meu emprego do mesmo jeito.

__xx__

Estava saindo do hospital morta de cansaço, Yusuke havia saído mais cedo, pois teve que dar uma palestra em uma universidade numa cidade próxima, por isso estava seguindo até o ponto de ônibus, mas tinha sérias dúvidas se minha pernas iriam aguentar até lá, minha cabeça estava estorando pela noite mal dormida e meu corpo estava tenso pelo trabalho excessivo, já era bastante tarde, acho que umas 11h da noite ou 11 e meia.

Sasuke: desse jeito voce não vai chegar nem na metade do caminho e pelo seu desatento qualquer tarado poderia facilmente te raptar. - levei um susto ao ouvir essa voz colada no meu ouvido sussurrando essas palavras.

Sakura: Uchiha voce quase me matou de susto - disse pondo a mão no peito

Sasuke: me dsculpe, é que voce estava tão distraída que eu não pude resistir - disse agora ao meu lado com seu típico sorriso irônico

Sakura: é claro, porque afinal qualquer pessoa normal faria isso - disse comentando

Sasuke: Não é um pouco tarde para voce está a essa hora na rua?

Sakura: eu sei me cuidar Sasuke

Sasuke: tudo bem, senhora durona, não fui eu que acabei de ser surpreendido - disse em tom debochado

Sakura: e o que voce está fazendo aqui?

Sasuke: sabe aquele restaurante ali? - disse apontando para um restaurante digamos para as classes mais avantajadas a respeito do número de zeros em suas contas. - estava jantando com uma mulher muito interessante, estava quase levando ela para um motel, mas então o marido dela apareceu e meus planos foram por água abaixo

Sakura: hahahaha - não resisti, tive que rir - voce é um cafageste mesmo, saindo com mulher casada? e ainda sendo pego no flagra, sinceramente

Sasuke: eu sei,fui muito desatento, não se repitirá, da próxima vez eu me certifico se o namorado ou marido estão viajando ou dando uma palestra numa universidade, para depois eu partir para ação - disse com sorriso de canto

Sakura: como voce ficou sabendo? - disse surpresa - e não me diga que... - não consegui terminar, pois ele me intenrrompeu

Sasuke: já disse para parar de se achar Haruno, quem disse que a pessoa em questão era voce?

Sakura: então não tenho com que me preocupar

Sasuke: mas eu também não afirmei de que a pessoa não pudesse ser voce

Sakura: voce é tão cínico, não conhece limites não?

Sasuke: eu até os conheço, mas adoro passar por cima deles

Sakura: não diria isso se não quiser levar outra surra do Yusuke

Sasuke: aquele soco voce chama de surra ah que é isso não me subestime, é mais provável eu dar a surra naquele seu namorado meia boca

Sakura: estou cansada para ficar aturando as suas brincadeirinhas - aquele homem lindo e gostoso me tirava dos nervos - se me der licença

Sasuke: nada disso eu te levo em casa, meu carro está estacionado logo ali - ele havia apontado para um carro um pouco mais a frente

Sakura: não precisa, meu ônibus vai passar daqui a pouco

Sasuke: sakura, deixe de ser orgulhosa é só uma carona

Sakura: da última vez não foi apenas uma carona, pleo que me lembre

Sasuke: tudo bem, voce pe pego, eu estava realmente planejando fazer sexo com voce dentro do meu carro, mas tô vendo que está difícil, nunca que uma mulher recusaria um pedido meu mesmo que ele fosse tão indelicado

Sakura: então voce nunca esteve com uma mulher de verdade

Sasuke: eu gostaria muito de ficar com uma mulher de verdade, mas ela está recusando minha carona

Olhei incrédula para ele. Ele tinha a cara de pau de falar que quer fazer sexo comigo mesmo sabendo do meu namorado e mesmo eu não ter dado brecha, a não ser pela noite do beijo, mas aquilo foi muito inusitado, então não conta.

Sakura: vá para o inferno Uchiha, será que não entendeu ainda que eu não quero nada com voce, não quero nada de uma pessoa como voce

Sasuke: assim voce me fere Sakura - finge machucado, porque nada atinge ele? - mas eu sei que voce quer, eu sei o jeito que me olha, todas querem!

Sakura: não se ache tanto Sasuke, qualquer dia voce cai das nuvens

Meu ônibus chegou e eu estava prestes a entrar quando escuto sua voz

Sasuke: eu ainda vou ter a minha noite de sexo selvagem com voce Sakura Haruno, isso é uma promessa

Ótimo, agora todos dentro daquele maldito ônibus sabem o meu nome e que um dia eu faria sexo selvagem com aquele homem de orbes tão negros e intensos. O que? não eu não faria sexo com ele, nunca!

Me sento ao lado de uma mulher de cabelos longos pretos e olhos perolados.

?: ele é bem persistente - disse para si mesma, mas em um tom que eu pude escutar

Sakura: conhece ele?

?: ah sim, de uma longa data, sou braço direito dele na empresa que ele comanda e melhor amiga.

Sakura: sou Sakura Haruno

Hinata: Hinata Hyuuga, prazer

Sakura: prazer é meu. Já que é o braço direito e melhor amiga dele, poderia tirar essa ideia louca da cabeça dele?

Hinata: desculpe Sakura, mas quando o Sasuke coloca uma coisa na cabeça, ele não sossega até conseguir

Sakura: tudo bem, obrigada mesmo assim. Onde mora? - disse mudando de assunto.

Hinata: moro no final da linha, acabei de me mudar pra cá por causa da filial que foi aberta, vou ficar aqui para auxiliar o Sasuke.

Sakura: ah sim a empresa claro, bom preciso ir meu ponto é o próximo, foi um prazer em conhecê-la

Hinata: prazer foi meu e boa sorte com o Sasuke

Sakura: vou precisar - disse já saindo do ônibus, já vi que teria uma longa noite pela frente, cheguei em casa e chequei a minha secretária eletrônica, Yusuke tinha deixado uma mensagem, ele havia ficado mais tempo na palestra do que o previsto, por isso terminou tarde e ele se hospedou em um hotel, disse que amanhã me encontraria no hospita, ou seja, sem carona, ótimo, vou ter que me acordar mais cedo.

__xx__

Assim que cheguei no hospital dei de cara com o Sasuke.

Sakura: o que está fazendo aqui tão cedo? - disse mal humarada

Sasuke: calma, não me bata por favor - disse levantando os braços em forma de rendenção. - vim aqui, porque disse que poderíamos visitar Hisashi hoje.

Sakura: ah claro, tinha me esquecido, me acompanhe - disse indo em direção ao elevador e ao mesmo tempo colocando o meu jaleco branco, chegamos no andar e seguimos na direção do quarto 403. Bati na porta e entrei, meu pai já estava acordado.

Hisashi: até quando preciso ficar preso neste lugar? - disse seco

Sasuke: acalme-se Hisashi, voce ainda não pode se exaltar

Sakura: isso mesmo, seu estado é estável, mas não podemos dar razões para que isso aconeteça de novo, se não nem tratamento ou cirúrgia terá efeito e o senhor terá que passar o resto da vida assim como agora - pelo seu leve arregalar dos olhos, pude ver que por ora ele não iria argumentar se tratando de sua saúde

Hisashi: que seja, preciso tratar de um assunto importante com voces, na verdade com Sakura, mas vou precisar que Sasuke te ajude nisso

Sasuke: pra quê tanto mistério?

Hisashi: é o seguinto, me escutem com atenção, não gosto de me repetir ou escutar perguntas idiotas - esse era o velho e conhecido Hisashi da minha época e pelo jeito não mudou nada - Sakura, voce vai ter que ficar responsável pelas ações da empresa

Sakura: o que? - disse interrempendo - o senhor sabe muito bem que não quero ter na haver com aquela empresa e...

Hisashi: já disse que é para escutar e não perguntar coisas idiotas - disse seco e apático - continuando, eu já sabia da minha doença assim que voce tinha se mudado, e sabia também que um ataque desse que aconteceu na festa poderia acontecer a qualquer momento, por isso deixei com meu advogado tudo pronto e resolvido, mesmo quando voce era um bebê eu já tinha conversado com sua mãe à respeito de uma situação como essa e ela queria muito que voce fizesse isso, que cuidasse da erança de sua família. Aquelas ações era da família da sua mãe Sakura, eu apenas administrei, porque ela já estava muito doente, o pedido dela e meu é que voce cuide disso pelo menos por 5 anos para que voce tenha um bom dinheiro guardado para o seu futuro e para os seus filhos - disse tudo aquilo como se fosse apenas um relato, mas então ele abaixou um pouco seu tom de voz - por favor, é a única coisa que te peço, e sua mãe só estava preocupada com seu futuro.

Depois disso eu fiquei calada, não conseguia pronunciar um som sequer. Tudo aquilo ainda estava sendo processado. São ações da família da minha mãe, ela estava querendo o meu bem. Meu pai já tinha planejado tudo? Afinal de contas, ele se preocupa comigo? O pedido dele parecia tão sincero. Eu não sei o que fazer...

Sasuke: e quando eu entro nessa história?

Hisashi: se não for pedir muito, eu gostaria que voce auxiliasse a Sakura em como administrar as ações, caso ela aceite, eu mesmo o faria, mas como vou ficar por aqui fazendo tratamento, pensei que voce seria uma melhor opção, o que acha?

Sasuke: sem problemas, adoraria ajudar - disse de forma séria

Hisashi: e então Sakura, o que me diz?

Sakura: eu..eu preciso pensar a respeito, é um pouco de informação demais, além do mais eu tenho meu emprego, minha carreira

HIsashi: como eu disse voce só precisa fazer isso por 5 anos para garantir um dinheiro e suponho que faça isso regulando seus horários no hospital, sei que voce é uma doutora renomada e que pode fazer seus horários sem o menor problema - bom, se aquilo foi um elogio, fiquei bem surpresa.

Sakura: eu sei que posso fazer isso, mas ainda sim, preciso pensar, com licença - depois disso eu saí do quarto e fui para a minha sala, definitivamente aquilo era demais, eu sempre quis ficar o mais longe possível daquela empresa e agora meu pai chega de supetão, me diz tudo aquilo e ainda faz um passo enorme me fazendo, o que para ele deve ter sido difícil, um elogio. E não deixo de pensar que meu pai e minha mãe estavam pensando no meu futuro e no futuro dos meus filhos, que ela me amavae que meu pai talvez me ame também, o que ainda é uma ideia um pouco distante para mim.
Eu estava em clara desordem no momento, precisava conversar com alguém, eu precisava de Ino e Naruto hoje.

Notas Finais


espero que tenham gostado, comentem por favooooor :D

Outras fanfics de Alinebr

Fanfic / Fanfiction Como tudo começou
Como tudo começou
Favoritos 19
Fanfic / Fanfiction Meu passado...
Meu passado...
Favoritos 2

Gostou da Fanfic? Compartilhe!
Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho dos outros deixando um comentário.

Para isto, Cadastre-se ou faça seu Login!


Carregando...